top of page
Buscar
  • Foto do escritorInstituto ANMA

Você realmente precisa de proteína após o exercício?

A ideia de que ingerir a proteína após o exercício é bem conhecida, principalmente por se tratar de um ponto essencial para que o corpo se recupere do esforço realizado durante a prática. Entretanto, os estudos vêm demonstrando que com o intuito de potencializar os benefícios proporcionados pela ingestão de proteína, como sua contribuição com a síntese proteica e recuperação muscular, o momento de ingestão desse macronutriente deve ser ponderado.

Um pouco sobre as proteínas

As proteínas são moléculas orgânicas, encontradas em todas as partes de todas as células, tendo funções fundamentais nas funções celulares. Elas são formadas por ligações peptídicas entre aminoácidos que consistem de um grupo funcional ácido carboxílico, um grupo amino e um hidrogênio, ligados ao átomo de carbono. O seu metabolismo envolve diversas enzimas entre a síntese, destinação e degradação, sendo que, não somos capazes armazenar estoques de aminoácidos ou proteínas e, portanto, se faz necessária a sua ingestão diária.

Preciso de proteína após o exercício?

De modo geral, os estudos demonstram que a ingestão de proteína pode ser benéfica tanto pré ou pós-treino, já que o seu efeito anabólico (como a construção de novas estruturas musculares) é de longa duração, pelo menos 24 horas, diminuindo com o passar do tempo. Quando pensamos em consumo proteico e exercício, o que mais importa para síntese de proteínas musculares de fato, é a distribuição de proteínas ao longo do dia, bem como a sua quantidade diária de proteínas, para que assim exista um estímulo frequente na síntese das proteínas musculares, ou seja, as considerações relacionadas ao tempo para as proteínas parecem ser de menor prioridade do que a ingestão de quantidades ideais de proteína diária (1,4–2,0 g/kg / dia).

Estratégias, como a distribuição de doses de proteína de tamanho intermediário (20–40 g ou 0,25–0,40 g / kg / dose) a cada 3 a 4 h suportam melhor as taxas de síntese de proteínas musculares aumentadas ao longo do dia e melhoram favoravelmente a composição corporal e o desempenho físico.

Por fim, deve-se considerar também que outros fatores, como o tipo de estímulo ao exercício, estado de treinamento e consumo de refeições com macronutrientes juntamente com proteína de, podem impactar como será metabolizada ao longo do dia.

Para um estudo mais aprofundado sobre o tema, segue algumas sugestões de leitura:

Artigo:

International society of sports nutrition position stand: nutrient timing

Timing and distribution of protein ingestion during prolonged recovery from resistance exercise alters myofibrillar protein synthesis

Maximizing Post-exercise Anabolism: The Case for Relative Protein Intakes



4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page